Que bicho é esse que apareceu?!

É sempre recomendado observar diariamente a sua planta. Aquela conferida básica, uma piscadela e vida que segue. Essa rotina faz com que você conheça as características da planta e, caso algo esteja diferente, há tempo para reagir. Insetos e ácaros que atuam nas folhas, hastes, raízes e frutos são considerados pragas por sugar a seiva ou se alimentar das partes da planta. São insetos e ácaros, não alienígenas. Sem pânico, está tudo sob controle!

Lagarta Rosca:

Corta as hastes das plantas novas rente ao solo.

É escura, mede de 3 a 5 centímetros de comprimento e se esconde na terra durante o dia perto das plantas cortadas

Lagarta das Folhas:

Come folhas, tem cor esverdeada, podendo apresentar listas pretas no dorso.

Mede de 3 a 5 centímetros de comprimento e se esconde pelas folhas.

Pulgão:

Provoca o engruvinhamento das folhas novas e transmite doenças causadas por vírus. São pequenos insetos esverdeados ou pretos que vivem em colônias nas folhas ou brotações novas.  

Àcaros:

Causam o descoloramento dasfolhas.

São pragas minúsculas, quase invisíveis a olho nu, que vivem em colônias debaixo das folhas novas.

Vaqunha:

Come folhas.

São pequenos besouros de cores variadas, principalmente alaranjados ou verdes com manchas amarelas.

Tripes:

Pequenos insetos quase invisíveis a olho nu.

Vivem em colônias nas folhas novas ou nos locais mais escondidos.

Esses danadinhos podem aparecer ao longo do cultivo, mas não se preocupe, uma forma bastante simples e funcional para controle dessas pragas é a catação manual, isso mesmo, eliminando manualmente as partes onde se encontram. Ao longo dos próximos envios te ensinaremos truques que vão evitar a chegada inesperada deles. Vai dar tudo certo, pode ficar tranquilo! 😉